Pastoral

 

Bases bíblicas para o processo de revitalização da Igreja
PARTE 20

 

Pela experiência de Davi, percebemos que o avivamento pessoal é imprescindível para a revitalização da Igreja. À semelhança de Davi, devemos adotar algumas posturas fundamentais, a saber:

1 - Reconhecimento da nossa fragilidade

Esse homem de Deus, grande rei, temido guerreiro, conquistador de nações e povos, apresentou-se diante do Senhor, desprovido de arrogância, mas, unicamente provi-do de humildade. Ele recorreu à graça de Deus, a fim de experimentar novamente as suas misericórdias (Sl 51.1-6).

Em suas primeiras palavras, Davi se dirigiu ao Senhor, dizendo: “Compadece-te de mim, ó Deus” (v.1). O reconhecimento da nossa fragilidade é o primeiro passo para a consagração pessoal. O que somos nós diante da santidade de Deus? Nada! Isaías diz que “somos como o impuro – todos nós! Todos os nossos atos de justiça são como trapo imundo. Murchamos como folhas, e como o vento as nossas iniquidades nos levam para longe” (Is 64.6).

A santidade de Deus nos constrange, pois revela quem de fato somos. Davi teve essa consciência: “conheço as minhas transgressões e o meu pecado está sempre diante de mim” (v.3).

Quando nos dirigimos a Deus, não podemos esquecer que somos, por natureza, pecadores (I Jo 1.8-10).
 
Rev. Eneziel Peixoto de Andrade
 

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Voltar

 
 
 
 
Primeira Igreja Presbiteriana de Governador Valadares - MG | Av. Brasil, 2.837 - Centro - Governador Valadares - MG | (33) 3271-6868 -